Quinta-Feira, 18 de Outubro de 2018
Esportes
14/02/2018 16:11:00
Abel relaciona Rodolfo e Léo e descarta ida ao Atlético-MG por salário: "Nunca fiz"

Globo Esporte/LD

Imprimir

Enquanto o Fluminense quiser, Abel Braga será treinador do clube. Em entrevista coletiva nesta quarta-feira de cinzas, o técnico evitou comentar se recebeu proposta do Atlético-MG para sair do Tricolor. Segundo o treinador, ele nunca pensou em ir de um clube para outro na esperança de conseguir um salário maior.

  • Prefiro não falar se aconteceu ou não. Quero ressaltar que o Gallo (dirigente no clube mineiro) é meu amigo, foi meu atleta no Guarani. Tenho o mair respeito por ele, que me conhece muito bem. Se tinha interesse lá, não importa. O que importa é a minha conduta. Nestes 32 anos de carreira, qual foi o clube que troquei? Para trocar de camisa? Para ter um salário maior? Nunca. Isso não é a minha característica e não vou colocar esse ponto de interrogação agora na parte final da minha carreiria.

Apesar da especulação em torno de seu nome para substituir Oswaldo de Oliveira no time mineiro, o foco de Abel e de seus comandados está no jogo da segunda fase da Copa do Brasil, nesta quinta. A partida contra o Salgueiro, às 19h15 (de Brasília), no Nilton Santos, terá novidades, pelo menos no banco de reservas. O treinador confirmou que o lateral-direito Léo e o goleiro Rodolfo serão relacionados e descartou outras novidades.

  • O Léo e o Rodolfo estão (relacionados). Inclusive, estou maravilhado com eles. Li algumas coisas em relação ao Léo que ele precisava recuperar o futebol, mas não concordo porque ano passado - no Coritiba - ele foi muito bem. É bom ter o Rodolfo integrado, com a consciência de tudo aquilo que ele fez de errado. Eu citei para ele a frase que ouvi quando perdi meu filho. "A gente perde para a morte, mas não perde para a vida. Você não vai perder para a droga". É um goleiro muito rápido. O Júlio esse ano está com uma firmeza muito boa, muito positiva.

Veja outros tópicos da coletiva de Abel Braga

Jogo contra o Salgueiro

Você sabe que Série C, B e A, não muda nada. O Paraná conseguiu a classificação no último minuto. Você viu o que aconteceu com o Botafogo. Nós temos o exemplo do Atlético-MG. É um jogo diferenciado. Uma equipe está na Série C e ter a chance de jogar no Nilton Santos, no Rio de Janeiro, contra o Fluminense... É o jogo da vida com um agravante: a responsabilidade é toda nossa. Nós vamos encarar com a maior seriedade possível. Esse tipo de confronto vem com surpresas.

Treinamentos para a Copa do Brasil

Tivemos um bom tempo para treinar, fizemos jogo-treino... A evolução da equipe é dia a dia, ainda falta muita coisa, mas a cada dia que passa nós temos uma resposta melhor e que dá mais confiança. Ainda necessitamos de alguma coisa mais na parte ofensiva e de último passe. Mas está dentro do que a gente pretendia e defensivamente está até melhor. Nós fizemos um jogo-treino em que o outro time não teve nenhuma oportunidade de gol. Isso mostra evolução, mas temos que ter evolução como um todo e devagarzinho a gente está tentando chegar lá.

Agora, sinceramente, outro dia escutei que teve um time que teve tempo para treinar, jogou e o resultado não foi bom. Eu não vou ousar dizer que meu time vai estar muito melhor ou que vai perder porque não está com ritmo. Queira ou não, tivemos outra pequena pré-temporada. Teve um dia que não entramos no CT para trabalhar, em três dias, fizemos cinco sessões. Fizemos um jogo-treino. Na sexta-feira, teremos outro a quem não começar o jogo contra o Salgueiro. Procuro colocar todos em ritmo. Acho que o trabalho foi proveitoso, foi legal. Alguns jogadores que tinham desgaste, não têm mais. Não vejo positivo ou negativo. Trabalhamos o que poderíamos. Começamos a trabalhar pensando que o jogo contra o Bangu seria na quinta-feira. Passou para a semana que vem. Depois tem o Fla-Flu.

3-5-2

Não vou te garantir que vai ser o esquema porque eu tenho um zagueiro que também é volante. Eu não comecei o jogo contra o Macaé com o Ibañez como zagueiro. Comecei com ele como volante. Mas o Macaé estava chamando o jogo da mesma maneira que a gente e isso fez com que o Ibañez jogasse um pouco mais para trás. Isso é bom porque você tem variáveis sem substituir. A equipe tem um equilíbrio bom entre defesa e meio de campo e está faltando um pouquinho mais de tempo e entrosamento. O Marcos Junior e o Robinho voltaram muito bem. Estamos evoluindo.

Dificuldade contra o Salgueiro

Sabemos da dificuldade do jogo. Tem um jornal lá de Salgueiro em que o treinador deles falou que tiveram dois jogos nas últimas 48 horas. Mas não teremos facilidade nenhuma. Espero que depois do Carnaval o torcedor compareça. A gente fala da dificuldade em alcançar unidade. Hoje a gente tem uma pessoa que os outros não falam tanto dele, mas que tem sido de uma mais-valia muito grande, que tem atitudes muito centradas naquilo que se pretende, que é o Fabiano Camargo. Está sendo devagar, gradativo, mas as mudanças, a todos os níveis, estão acontecendo.

Quitação de atrasos de salários

Quando está com o salário atrasado e tinha até problema de 13º e férias de 2016, você nunca se dirige a um jogador tendo 100% de certeza que ele vai te responder. Mas esse tipo de problema, eu vou me dirigir a um jogador e não sei se ele vai me escutar. Ele pode me dizer que não vai jogar porque não está recebendo. E aí? Você acha que eu vou me revoltar contra o atleta? Não. É um trabalhador como eu e como você. Não existe isso de o cara não render com o salário atrasado, mas que é uma preocupação grande, é.

De Amores fora dos relacionados

O De Amores poderia ir, mas foi opção porque estou levando três goleiros (Júlio César, Marcos Felipe e Rodolfo). Como os campeonatos da CBF podem ter até 12 no banco, então você procura motivá-lo da melhor maneira possível.

Douglas

O Douglas está participando dos treinos. Agora, ele está em tratamento (das dores articulares). Quando o Douglas tem qualquer tipo de inflamação, uma dor de garganta principalmente, ele teve a hipótese de fazer uma cirurgia nas amígdalas, mas o especialista não achou convincente antes do outro tratamento que ele faz. Vamos esperar um pouco quanto tempo fica sem a inflamação aparecer, porque aparece constantemente. Não aparecendo, volta. Ontem, participou normalmente do coletivo. Foi só na parte final. Tem sido muito duro para ele, para mim e para os colegas, a ausência dele. Porque é um jogador grandioso, ele encorpa a equipe. Com ele, nós estaríamos mais fortes.

Cuidados contra o Salgueiro

Tem de ter cuidado. Empate, leva aos pênaltis. E pênalti é loteria. O Salgueiro é um time rápido. Tem um jogador pelo lado esquerdo, o Dadá, que é bom. Tem o Piauí, outro atacante muito bom. Estudamos muito o time deles. A gente tem o exemplo do último jogo contra o Macaé, que foi muito complicado. A gente não deixou de atacar, pressionamos e o gol saiu aos 42 minutos. Não adianta achar que vai ganahr fácil. Temos de ter equilíbrio. São 90 minutos para marcar um gol. Vamos manter a forma de atuar. O time oscila, apresenta coisas boas e depois cai um pouco. Temos de melhorar. Não precisamos forçar o passe. As coisas estão acontecendo com naturalidade mais no lado direito. Estamos buscando. Copa do brasil tem muito exemplo. É inacreditável. Copa é sempre perigoso, meio complexo até. É a maneira do menor encarar de igual para igual com o grande.

COMENTÁRIO(S)
Últimas notícias