Sábado, 1 de Novembro de 2014
Geral
08/10/2013 09:00:00
Ribas do Rio Pardo vai receber a 3ª fábrica de celulose de Mato Grosso do Sul em 2014
Ribas do Rio Pardo vai receber, em meados do próximo ano, a terceira fábrica de celulose de Mato Grosso do Sul. A indústria, que será construída por uma empresa brasileira com participação de capital estrangeiro, deve investir de R$ 7 bilhões a R$ 8 bilhões para produzir 2 milhões de toneladas de ce

Correio do Estado/LD

Imprimir
\n \n \n \t Ribas do Rio Pardo vai receber, em meados do próximo ano, a terceira \n fábrica de celulose de Mato Grosso do Sul. A indústria, que será \n construída por uma empresa brasileira com participação de capital \n estrangeiro, deve investir de R$ 7 bilhões a R$ 8 bilhões para produzir 2\n milhões de toneladas de celulose ano. O anúncio foi feito pelo \n governador André Puccinelli, durante a abertura do 46º Congresso e \n Exposição Internacional de Papel e Celulose, hoje (8), em São Paulo, no \n Expo Center Transamérica. Com duas das maiores indústrias de celulose do\n mundo, a Fibria e Eldorado, Mato Grosso do Sul já é considerado o polo \n da celulose nacional.\n \n \t Mesmo sem revelar o nome do grupo que está investindo em Ribas do Rio \n Pardo, o governador André adiantou que já estão sendo plantados cerca de\n 20 mil hectares de florestas para atender a demanda industrial, que \n surgirá em Ribas do Rio Pardo. “Não posso adiantar o nome do grupo \n porque não nos é permitido já que a empresa opera na Bolsa”, frisou.\n \n \t No entanto, ele destaca que o investimento deve chegar a R$ 8 bilhões. \n No evento, o governador destacou, ainda, que Mato Grosso do Sul concede \n incentivos fiscais, que podem chegar a 90% de isenção de ICMS por até 20\n anos, a indústrias interessadas em se expandir no Estado. Atualmente, \n as duas empresas já instaladas em Mato Grosso do Sul produzem 1,3 milhão\n de toneladas por ano (Fibria) e 1,5 milhões de toneladas por ano \n (Eldorado). O Estado tem mais de 600 mil hectares de florestas \n plantadas. nbsp;\n \n
COMENTÁRIO(S)
Últimas notícias