Quarta-Feira, 18 de Outubro de 2017
Coxim
22/11/2013 09:00:00
Artesão de Coxim transforma lixo em luxo reciclando pneus
A criatividade dos artesãos realmente impressiona. Há um ano o técnico em informática Fabrício Miranda de Almeida, de 33 anos, dá uma cara nova aos pneus velhos, que seriam destinados ao lixo transformando-os em lindos vasos de plantas com formatos de pássaros.
Foto: EMS

A criatividade dos artesãos realmente impressiona. Há um ano o técnico em informática Fabrício Miranda de Almeida, de 33 anos, dá uma cara nova aos pneus velhos, que seriam destinados ao lixo transformando-os em lindos vasos de plantas com formatos de pássaros. Com criatividade e de olho na reciclagem, os pneus que seriam descartados são agora, araras, papagaios, cisnes e tucanos, lindos vasos para decorar o jardim.

Para chegar ao produto final, há todo um trabalho. Fabrício sai em busca do material que irá ser reciclado percorrendo várias borracharias da cidade, e depois de encontrado ele prepara os pneus para receberem o trabalho artesanal. É Fabrício quem lava, recorta, pinta e cria “gosto de realizar todo o trabalho artesanal, muitas pessoas pensam que é difícil cortar o pneu, mas não é, basta ter em mãos as ferramentas certas, além da vontade e disposição para criar” destacou ele.

Tudo começou quando o técnico em informática viu trabalhos semelhantes em um site de reciclagem e decidiu recriar as peças. Fabrício conta que as primeiras aves de pneu foram dadas de presente para sua esposa, dias depois a sogra dele viu o trabalho e pediu para Fabrício redecorar o jardim da casa dela com as aves. Depois disso os pedidos pelas esculturas e porta revistas não pararam mais, de lá pra cá já foram quase 50 peças vendidas.

Segundo o artista, as aves podem ser usadas em qualquer tipo de ambiente inclusive em locais que molham com frequência, pois os objetos feitos de pneus são duráveis e resistentes. Os pneus que eram apenas um passatempo estão se tornando uma fonte de renda a mais para Fabrício. De acordo com ele os vasos e porta revistas estão sendo vendidos com um preço que varia de R$ 40 a R$ 60, e as encomendas não param.

O artista conta que abriu uma página no Facebook para expor as obras e facilitar as encomendas, que em breve serão enviadas para outras cidades, “recebo várias encomendas de outras cidades através do Facebook, mas ainda estou planejando uma forma adequada para o transporte das peças sem que elas danifiquem” explicou Fabricio.

Sobre as expectativas para o futuro, o técnico em informática conta que espera crescer com este trabalho e a partir dele conscientizar outras pessoas sobre a necessidade da reciclagem. “Gostaria de passar esta arte para mais pessoas, não me importaria de ensina-las a produzir vasos com pneus. É importante conscientizar a população que muitos materiais considerados lixo podem ser transformados, inclusive gerando uma fonte de renda para muitas famílias” conclui.

COMENTÁRIO(S)
Últimas notícias